Olhares

22 agosto 2013

De novo...


Devia estar a escrever o que sinto… devia… mesmo!?
Não sei, neste momento ainda não sei… ainda não tenho capacidade para encarar o que estou a sentir… eu sei o que é, porque o sinto, mas por ora ainda não o quero pensar… prefiro sentir apenas, sem pensar…
Ainda é cedo demais… cá dentro ainda algumas coisas estão por sedimentar, ou se estiverem sedimentadas ainda não estão consolidadas… não quero misturar as coisas, não quero confundir-me, nem confundir ninguém… ainda muita água tem de correr debaixo da minha ponte, ainda algumas fendas se podem abrir, ainda algumas enxurradas virão para me abalar… nada está seguro, nada está estabilizado, nada se concluiu na minha vida, para que possa olhar para dentro de mim e pensar no que se passa cá dentro… não é falta de honestidade, nem de querer ver, apenas incapacidade mesmo…
Vou ter de manter a calma e deixar passar a água, segurando-me bem nos meus alicerces, agarrar-me fortemente ao leito do rio, que, mansamente, esconde a força das águas que passam, mas que deixam marcas…
Só mais tarde, quando as águas baixarem, deixando pequenos lagos quase parados, só aí olharei de novo para dentro de mim, para ver se chegou a hora de soltar as palavras… por ora, ainda não é a hora!

(sentimento de Déjà Vu)
posted by Teardrops at 03:52 1 comments