Olhares

25 abril 2008

Liberdade...

Hoje é o Dia da Liberdade... ainda não O meu, mas também esse chegará, e espero que seja em breve...


Mal sabia o FM quando me atribuiu este prémio...



Diz, ele, que o atribui pela Liberdade da escrita... eu escrevo, será que escrevo?, provavelmente só escrevinho, para aqui umas coisas... mas sempre de forma livre :-)))


Deixo então as nomeações:


Macaw - pois é, não pode ser sempre ao contrário, não é? :-))

Mjf - livremente...

Inês - que me apareceu de forma livre e expontânea

As sombras - porque ainda que escondida nas sombras, vai escrevendo...

Vertigo - a menina das vertigens, de escrita livre e perturbante...

posted by Teardrops at 16:02 9 comments

20 abril 2008

Será que não sou deste mundo?


Que mórbido prazer se pode sentir em usar as nossas próprias inseguranças como pedra de arremesso, contra alguém?


Que mórbida forma de sentir nos faz agredir, magoar, espicaçar, só porque estamos, de alguma forma, a sofrer?


Que grau de irracionalidade é preciso atingir para que, ao invés de raciocinar e relativizar os eventos, se use de escudos e de lentes de aumento, passando da racionalidade à agressividade?


Serei, efectivamente e de uma vez por todas, eu que não sou deste mundo?
...
posted by Teardrops at 16:20 10 comments

09 abril 2008

PROBLEMA DE EXPRESSÃO


Hoje sinto-me assim... com problemas de expressão...



Só pra dizer que te Amo,
Nem sempre encontro o melhor termo,
Nem sempre escolho o melhor modo.

Devia ser como no cinema,
A língua inglesa fica sempre bem
E nunca atraiçoa ninguém.

O teu mundo está tão perto do meu
E o que digo está tão longe,
Como o mar está do céu.

Só pra dizer que te Amo
Não sei porquê este embaraço
Que mais parece que só te estimo.


E até nos momentos em que digo que não quero

E o que sinto por ti são coisas confusas
E até parece que estou a mentir,
As palavras custam a sair,
Não digo o que estou a sentir,
Digo o contrário do que estou a sentir.

O teu mundo está tão perto do meu
E o que digo está tão longe,
Como o mar está do céu.
E é tão difícil dizer amor,
É bem melhor dizê-lo a cantar.


Por isso esta noite, fiz esta canção,
Para resolver o meu problema de expressão,
Pra ficar mais perto, bem mais de perto.
Ficar mais perto, bem mais de perto.



Carlos Tê



Get this widget Track details eSnips Social DNA
posted by Teardrops at 17:34 5 comments